Mini

Patrocinador Principal

Notícias

Kim Newman, Maria João Bastos, Rogério Samora, Iris Cayatte e Carlão nos júris da 11.ª edição do MOTELX

O MOTELX começa já daqui a uma semana e invade o Cinema São Jorge, o Teatro Tivoli BBVA e a Cinemateca Júnior até 10 de Setembro. Pelo festival irão passar muitos nomes conhecidos do cinema, da televisão, da música e da literatura.
Já é conhecido o leque de convidados que integra a 11.ª edição do MOTELX – Festival Internacional de Cinema de Terror de Lisboa.  Como anunciado em Julho, Roger Corman e Alejandro Jodorowsky são os convidados de honra deste ano. Ambos serão homenageados com a distinção MOTELX – Mestre do Terror e darão masterclasses e sessões de autógrafos (Corman a 6 e Jodorowsky a 9 de Setembro).

O júri do Prémio MOTELX – Melhor Curta de Terror Portuguesa 2017 é composto pela actriz Maria João Bastos, pelo realizador turco Can Evrenol e por Carlão, músico também conhecido como o “Pacman” dos Da Weasel. O Prémio MOTELX – Melhor Longa de Terror Europeia 2017 será atribuído pelos actores Rogério Samora e Íris Cayatte, e também por Kim Newman. Escritor, crítico e radialista, Newman é  considerado um dos grandes especialistas mundiais do cinema de terror. É autor da série “Anno Dracula” e editor colaborador das revistas Sight & Sound e Empire, e, para além de desempenhar funções de júri, será o moderador da masterclass com Alejandro Jodorowsky.

Com presença marcada no Festival estão também vários realizadores internacionais, a começar por Stefan Ruzowitzky, vencedor do Óscar para Melhor Filme Estrangeiro em 2007 com “The Counterfeiters”. O realizador austríaco vem ao MOTELX apresentar o “Cold Hell” com a jovem actriz alemã Violetta Schurawlow, que tem neste filme um papel a fazer lembrar Lisbeth Salander de “The Girl with the Dragon Tattoo” e Travis Bickle de “Taxi Driver”. Confirmado está também o nome mais famoso do terror holandês, autor de “De Lift” (1983) e “Amsterdamned” (1988). Dick Maas vem a Lisboa apresentar “Prey”, uma variação do tema de “Jaws” com leões e um estilo inconfundível de humor negro.

Para além de ser júri na competição de Curtas Portuguesas, Can Evrenol apresenta no MOTELX com a sua primeira longa falada em inglês, “Housewife”. O basco Roberto San Sebástian traz “The Night of the Virgin”, filme que subverte convenções de género como se uma personagem de “American Pie” se visse subitamente encurralada no universo de Sam Raimi ou Rob Zombie.

Da Islândia vem Erlingur Óttar Thoroddsen para apresentar “Rift”, um filme de terror LGBT que tem como pano de fundo as belas e sombrias paisagens daquela ilha. Do norte da Europa chega-nos também o realizador Taneli Mustonen com “Lake Bodom”, um slasher movie finlândes que dá nova vida ao subgénero. Rupert Jones traz-nos do Reino Unido “Kaleidoscope”, um thriller protagonizado pelo irmão Toby Jones com ecos de Hitchcock em “Psycho” e Polansky em “The Tenant”. A completar a lista de realizadores internacionais com presença no MOTELX está o americano Ryan Prows. Em conjunto com a actriz Nicki Micheaux, Prows vem apresentar a sua aclamada primeira-metragem “Lowlife”, descrita como “uma variação de Tarantino para a era Trump”.

De destacar também a presença de Birgit Minichmayr, que depois de papéis em filmes como “A Queda: Hitler e o Fim do Terceiro Reich” ou “O Laço Branco” de Michael Haneke vem a Portugal apresentar “Animals”, filme do realizador polaco Greg Zglinski que estreou no Festival de Berlim.

O MOTELX reúne também muitos convidados portugueses acarinhados pelo grande público. Para além de Maria João Bastos, Rogério Samora, Carlão e Íris Cayatte no júri, o Festival irá contar com a presença de actores como Rita Blanco, Pêpê Rapazote, José Raposo, Soraia Chaves e Ricardo Carriço na leitura ao vivo do argumento de “Linhas de Sangue”, curta-metragem de Manuel Pureza exibida no MOTELX em 2011 e que agora se vai transformar em longa.  A sessão terá lugar na Sala 2 do Cinema São Jorge no dia 10, às 17h30.

Nos eventos paralelos do Festival, destaque ainda para a literatura. Kier-La Janisse e Daniel Bird discutem os seus livros sobre Jean Rollin e Walerian Borowczyk na sessão Sangue e Rosas, e Filipe Melo apresenta “Os Melhores Contos de Edgar Allan Poe”, uma colectânea publicada pela editora Saída de Emergência. O MOTELX organiza ainda uma Maratona de Escrita Fora de Horas (It’s Alive!). Para completar o desafio de escrever um conto de terror numa noite, os participantes poderão contar com o apoio de Kim Newman, Rui Cardoso Martins e Filipe Homem Fonseca, presentes em sessões de Speed Meeting durante o evento.

Os bilhetes para o MOTELX já se encontram à venda na ticketline.pt e postos de venda associados, bem no Cinema São Jorge e no Teatro Tivoli BBVA.

Relembramos que o Warm-Up do MOTELX começa já a 31 de Agosto com um concerto de Acid Acid e uma sessão ao ar livre de “Jodorowsky’s Dune” no Beco do Bar Lounge (Rua da Moeda, Cais do Sodré). Os eventos continuam no dia seguinte na FNAC do Chiado com “They Live” de John Carpenter comentado ao vivo por Manuel João Vieira e clássicos do terror latino na Cinemateca Portuguesa (também a 4 de Setembro). Sábado é dia de “Dawn of the Dead” e encontro de zombies no Largo de São Carlos e também de Glockenwise no Sabotage.

A programação completa do MOTELX está disponível em www.motelx.org.
Este website usa Cookies. Ao navegares neste website estás a concordar com a nossa Política de Cookies.